______________________________________

.

.

.

quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

Vinhedos do Vale do Rio São Francisco-Nordeste do Brasil

Dia 02/jan/2016

Nosso objetivo hoje, depois de tomar nosso café matinal é seguirmos em direção a Lagoa Grande, distante 50 km de Petrolina, pela BR 122, para conhecermos os vinhedos e experimentarmos os vinhos do Vale do São Francisco.
De Lagoa Grande se segue pela BR 428, até a região de Vermelhos. Da estrada podem ser avistados cactos das mais diferentes espécies, a citar: mandacarus, xique-xiques e coroas de frade, que se espalham por toda a região, formado um tapete espinhento e colorido.
Centenas de cactus Coroa de Frade


Há poucos quilômetros de Lagoa Grande fica a maior e mais famosa vinícola da região, a Vitivinícola Santa Maria - Vinícola Rio Sol. Do portão de acesso até a portaria, uns 3 km, em estrada de chão batido e fomos recepcionados pelo vigia, que nos deu as orientações necessárias. Entrando na fazenda, seguimos até o ponto de comércio e degustação dos vinhos produzidos, onde fomos atendidos pelo Elito que trabalha lá há 14 anos.  Havíamos feito pré-agendamento para o dia de ontem, porém não foi possível a visita, pois dia 01º de janeiro eles não estavam trabalhando (é claro!).

Desta maneira, optamos por fazer a degustação e comprar os vinhos que nos interessassem, não realizando a tradicional visitas às videiras. Experimentamos o espumante Rio Sol Moscatel, muito frutado e saboroso. Possui leve aroma e sabor de morangos e é excelente pedida para todas as datas comemorativas! Depois degustamos o Rio Sol Paralelo 8 – Cabernet Sauvignon 50% e Syrah 50%, também muito gostoso, encorpado, porém com tanino bastante suave. Depois da fermentação e filtragem, os vinhos passam de 3 a 6 meses maturando em barris de carvalho. Antes de produzirem vinhos de qualidade, as uvas cultivadas eram transformadas em vinagre. Foi apenas a pouco mais de 12 anos que houve o aprimoramento e especialização na produção de vinhos. As visitas a Rio Sol devem ser agendadas pelo site: www.vinibrasil.com e acontecem às 9h ou às 14h.


Da Rio Sol fomos até o distrito de Vermelhos, onde está a Enoteca. Descobrimos que o local está abandonado há muitos meses, com claros sinais de depredação mostrando um total desleixo com a questão turística e desestimulando as pessoas a virem conhecer a região! Uma pena, pois há muita coisa para ser conhecida.

Enoteca abandonada
Seguimos até um posto de combustíveis para nos informarmos sobre as outras vinícolas. Lá nos ensinaram a chegar a outras 4: Aducos (fechada), Garibaldina, Tedesco e Milano. Na Fazenda Garibaldina Ltda. fomos atendidos pela sommelier Solange que nos apresentou 3 vinhos produzidos na vinícola: o espumante Garziera Brut, Garziera Cabernet, Garziera Petit Syrah. Com exceção do espumante, que é muito bom, os outros dois vinhos estavam bastante turvos e deixavam um pouco de retro gosto diminuindo levemente sua qualidade. Ao perguntarmos sobre o período de maturação em toneis fomos surpreendidos, pois o vinho ali produzido sai direto dos tanques de aço inox para as garrafas não passando por um período de descanso no qual o mosto deve respirar para se aprimorar. Aí está a explicação para a falta de transparência e sabor mais pesado!! De qualquer forma nada que desmereça a vinícola, afinal o pouco tempo que estas vinícolas tem na tradição de vinhos de qualidade ainda é muito pequeno. Ao experimentarmos o espumante Garzieira Moscatel sentimos uma grande diferença na qualidade do vinho e, por este motivo, acabamos comprando uma garrafa para tomarmos mais tarde!

Degustando espumante da Vinícola Garibaldina com a Solange nossa anfitriã.
Já era passado das duas da tarde e decidimos voltar para casa, tomando antes mais um delicioso banho no Rio São Chico na orla. Em Petrolina se pode tomar banho de rio na Orla (nossa opção) que está próximo do centro e, por este motivo, é mais popular; na Ilha do Fogo (fica no meio da ponte Presidente Dutra. Você deixa o carro na cidade e segue a pé, pela ponte) ou então da Ilha do Rodeadouro (distante 20 km do centro). Você vai com o carro até dentro da água se quiser. Por haver muitas pessoas na praia e uma disputa de som, acabamos apenas nos refrescando rapidamente e fomos ao mercado a fim de comprarmos um pouco de carne moída para preparamos nosso almojantar: macarronada à bolonhesa, restô d’ontem e salada. Delícia!!


A presença de jegues às margens da rodovia é um perigo aos motoristas


Agora é só preparar as postagens atrasadas e dormir. Amanhã, “levantamos acampamento”. 

2 comentários:

  1. E aì galera gostaram do nordeste?. Adorei a visita de vocês, voltem sempre.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adoramos a região amiga Solange, e com certeza voltaremos para novas aventuras! Sucesso na tua carreira e seja muito feliz. Grande abraço do Viagem Família.

      Excluir

Grato por visitar o ViagemFamilia. Críticas, elogios e quaisquer comentários são desejados, desde que feitos em terminologia ética e adequada.

SE FIZER QUESTIONAMENTOS POR FAVOR DEIXE ALGUMA FORMA DE CONTATO PARA POSSIBILITAR A RESPOSTA, COMO E-MAIL, POR EXEMPLO