______________________________________

.

.

.

sábado, 30 de janeiro de 2016

Rumo ao Jalapão - Tocantins

Dia 18/janeiro/2016
Rodovia transmaranhão - MA006
Aproveitamos para desarmar a barraca enquanto não chovia... levantamos cedo (pra variar) e descobrimos que o Resort Poço Azul ainda dormia. Como não havia ninguém, arrumamos nossas coisas e saímos, em direção à Balsas (70 km). Lá tomamos nosso café da manhã, abastecemos e rumamos ao sul, para Tasso Fragoso e depois, Alto Paranaíba, tudo por asfalto de qualidade duvidosa.
Mesmo fora da área do Parque Nacional, as "mesas" ainda podem ser vistas

Hein? Precisa de lombada?
De lá, teoricamente, teríamos 155 km de estrada de chão até São Félix do Tocantins, já no Jalapão. Teoricamente, pois a estrada que ligaria diretamente à São Félix não existe, apenas está no mapa! Assim, fomos até Lizarda e de lá, seguindo orientações de um caminhoneiro, fomos por trilhas estreitas e quebradinhas, abrindo porteiras, passando por dentro de rios,... para finalmente chegarmos em São Félix depois de percorrermos uns 230 km de muita areia, lama, poças e rios!!!
Nesse trajeto aconteceram coisas bem engraçadas: cruzamos com dois rapazes em uma moto que, depois descobrimos, eram ladrões e haviam roubado a moto! Também conhecemos o prefeito Florisvaldo, que nos ofereceu cachaça e nos deu algumas dicas sobre a estrada,... Enfim, o dia foi longo, mas bastante divertido!
Já era noite quando chegamos em São Félix (passava das 20 h) e na praça central havia uma lanchonete onde não havia comida! O dono da lanchonete nos indicou outro lugar, onde tem espetinho, "do outro lado"! Não entendemos a expressão, mas mais tarde percebemos que a cidade é dividida: um lado e outro lado, pois há um grotão no meio e os comércios e casas ficam ou de um lado, na parte alta, ou do outro lado!
Pousada do Paulim: (63) 9971- 5964 ou (63) 9934- 2096 (Anaides)
Assim, seguimos até "o outro lado" e, na outra praça central estava o Júnior assando espetinhos. Encomendamos dois pra cada e pegamos um prato completo, que vem com espeto, farofa, salada e arroz. Cada espeto a um custo de R$ 4,00 e o completo a R$ 10,00.
Após o jantar, perguntamos sobre uma pousada e do outro lado da rua havia uma, do Paulim. Como estava com as luzes desligadas, não percebemos o local, mas o dono de um barzinho acompanhou o Marcos até lá, fazendo as apresentações. Paulim nos recebeu hiper bem, lavou o banheiro, recarregou o papel e permitiu que acampássemos ao lado da pousada, sem cobrar nada. Então, combinamos que iríamos ficar pelo valor médio que temos pago nos campings, R$ 20,00 pelo pernoite. O valor do pernoite, com café da manhã, em quarto com ar condicionado, está por R$ 80,00 o casal.

Um comentário:

  1. Já li muitas vezes a viagem de vocês, muito legal. Gostaria de fazer essa mesma aventura, cruzando de Alto Parnáiba até São Felix. Poderiam me dar dicas de como fazer esse caminho, até Lizarda, me parece tranquilo, porém para frente precisava de umas dicas de vocês.

    Att, João Paulo Santos
    Email: santosjp86@gmail.com

    ResponderExcluir

Grato por visitar o ViagemFamilia. Críticas, elogios e quaisquer comentários são desejados, desde que feitos em terminologia ética e adequada.

SE FIZER QUESTIONAMENTOS POR FAVOR DEIXE ALGUMA FORMA DE CONTATO PARA POSSIBILITAR A RESPOSTA, COMO E-MAIL, POR EXEMPLO