______________________________________

.

.

.

domingo, 29 de janeiro de 2012

Salta a Cafayate - Argentina

Salta a Cafayate

Saímos relativamente cedo de Salta, seguindo pela Ruta 68 até El Carril, onde pegamos a Ruta 33, conhecida por diversas quebradas. Inicialmente passa-se pela Quebrada de Escoipe, depois subindo mais um pouco até a Cuesta del Obispo (até 3400m de altitude), chegando ao vale Encantado (foto acima). A estrada começa em asfalto, porém a festa termina rápido... pegamos muitos km de estrada de chão. Uma subida digna de Serra do Corvo Branco (SC) misturada com Serra do Rio do Rastro (SC)!!! Então vá devagar e aprecie a paisagem.



Essas Quebradas (quebradas = vales)  formam o circuito do Valle Calchaquíes. A estrada é sinuosa e, em alguns lugares, é bastante estreita, permitindo a passagem de apenas um veículo por vez. É bastante frequentada por salteños que querem ir à cidade de Cachi e Cafayate, produtoras de vinho.



Cardones a perder de vista: impressionante!


O Parque Nacional los Cardones foi criado nessa região em 1996, pela grande concentração de cactáceos e engloba uma área total de 64117 ha. Além dos cardones (cactus da espécie Tricho Cereus Pasacana), que crescem cerca de 2 cm por ano, encontram-se espécimes de lebres, vicunhas, chinchilas etc.
Chegamos a Cachi perto da hora do almoço e... comemos empanadas, é claro!!! Cachi é uma cidadezinha linda, anterior ao período da colonização espanhola, onde viviam os índios chicuanas.


Iglesia San Jose - séc XVIII

Almoçando empanadas. Ao fundo, Museu Arqueológico Pio Pablo Diaz
Doug, Nati e Pedro nas arcadas da praça de Cachi.
Compramos alguns vinhos da região e saímos de lá, pela famosa e mística Ruta 40 até Cafayate, passando pela Quebrada das Flechas e Cuesta del Obispo. Muitas cidadezinhas no caminho, produtoras de vinho, ficam encravadas numa região linda, mas inóspida!


Parreiras carregadas!
Chamou-nos atenção (negativamente) a grande quantidade de moscas que há em toda essa região! Em todos os locais onde se vai há "enxames" de moscas! Isso, numa região produtora de vinhos, não é muito salutar! Aí se entende o porquê de tantas preocupações dos chilenos em relação à mosca da fruta...


Ruta 40


Passando pela ponte do Rio de Las Conchas





Paisagem lunar da Quebrada de las Conchas


Abutre vindo lá ao longe!
Neste trecho da viagem percorremos muitos quilômetros da famosa e mística Ruta 40, que nas suas primeiras dezenas de quilômetros é muito estreita, sinuosa e passa por lugarejos pitorescos e quase desconhecidos. Chegamos a Cafayate no fim da tarde e encontramos pouso no Residencial Shalom, onde a Hebe nos atendeu muito bem! Na entrada do carro havia um pergolado com lindas e carregadas parreiras! Instalados, fomos até o centro, a algumas quadras, fazendo compras de vinho, lembranças e procurando um restaurante para jantarmos (contribuição dos jovens, que procuraram o restaurante enquanto os adultos tiravam fotos!)
Edu, Marcos e Luiz curtindo o final da tarde! Praça principal da cidade

Iglesia Catedral Nuestra Señora del Rosario (1885)


Até amanhã!

2 comentários:

  1. rezado colega Marcos

    Parabéns pelo site e pelas fotos. Muito informativo. É o melhor que encontrei na internet.

    Em Agosto deste ano estarei em Salta e pretendo fazer o circuito Salta-Cachi-Cafayate.
    Minha idea é fazer o circuito em carro alugado em dois dias. No primeiro, de Salta a Cafayate e no segundo de Cafayate a Salta (ver Quilmes, etc). Inclusive já reservei hotel em Cafayate, etc.

    Estou preocupado com as condições das estradas, principalmente a ROTA 40 entre Cachy e Cafayate e então gostaria de saber se vocês podem me ajudar com as seguintes dúvidas:

    1) É possível fazer os circuitos em carro simples, econômico,tipo Corsa,Clio,Gol 1.0? Pergunto isto porque o preço do aluguel de um 4X4 é altíssimo.
    2) Existe risco do carro atolar em algum lugar?
    3) Existe perigo de assalto na estrada?
    4) Em suma, quais são os riscos? Que conselhos me dariam?

    A minha impressão é que dirigindo devagar é possível fazer o circuito sem susto, inclusive o de Cachy-Cafayate pela Ruta 40, mas como nunca estive lá, acho melhor me precaver.

    Agradeceria muito qualquer ajuda.

    Marcos Silveira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado amigo e xará Marcos Silveira:
      Agradecemos muito a gentileza e a visita ao nosso site! Buscamos sempre informar com a maior fidelidade tudo que vivenciamos e compartilhando isso com todos.
      Respondendo a sua pergunta: Sim é possível fazer o trajeto pela Ruta 40 no circuito Salta -Cachi-Taffi del Valle, com carro normal. Alguns trechos são de areia e terra, então deve-se tomar cuidado se não ocorreram chuvas ou algum rio está cheio, o que pode trazer problemas.
      O risco do carro atolar sempre existe, então é preciso conhecer as limitações do veículo e saber conduzí-lo de forma adequada. Os trechos são relativamente desérticos e sem movimento, então não conte com ajuda externa se precisar.
      Quanto ao risco de assaltos, é remoto pois há poucas habitações nos trechos mais ermos. Procure evitar trafegar ao cair da noite para evitar de se perder pois há pouca sinalização e nessa parte a Ruta 40 é estrita e muito sinuosa.

      Conselho, leve lanche e água, máquina fotográfica e baterias carregadas que a paisagem é belíssima! Divirta-se muito sem se preocupar demais. No mais é carro revisado, tanque cheio, confiança e bom humor que o passeio é inesquecível.
      Qualquer dúvida mande email para viagemfamilia11@gmail.com para maiores esclarecimentos.
      Grande abraço, Marcos.

      Excluir

Grato por visitar o ViagemFamilia. Críticas, elogios e quaisquer comentários são desejados, desde que feitos em terminologia ética e adequada.

SE FIZER QUESTIONAMENTOS POR FAVOR DEIXE ALGUMA FORMA DE CONTATO PARA POSSIBILITAR A RESPOSTA, COMO E-MAIL, POR EXEMPLO