______________________________________

.

.

.

quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

Assunção - PY a Las Lomitas - ARG

02 de janeiro de 2012
Praça Independência

O dia iniciou com um desajuno continental,às 8h30min. Nossa primeira tarefa era encontrar uma casa de câmbio para podermos pagar a conta do Hotel e também uma oficina especializada em parte elétrica, pois o Abutre estava sem luzes traseiras, sem farol de milha e sem luzes no painel, defeito que só descobrimos em Guaíra e que não foi solucionado  com a troca de fusíveis.
Aproveitamos para andar pelas calles da capital paraguaia e compramos o filtro UV da máquina do Santoro e trocamos uns guaranis.
Contas pagas, fomos em busca da oficina, o que se mostrou meio complicado, pois a Concessionária Nissan de Assuncion estava fechada para balanço. Assim, algumas perguntas feitas, achamos a oficina e, em alguns minutos, o especialista havia encontrado o problema: o conector do farol de milha estava em curto.
Problema resolvido, seguimos até Prt. Falcon e de lá, diretamente para Clorinda-Argentina, onde fizemos os trâmites aduaneiros em uns 20 min. Alí há aduana compartilhada e desse modo o processo de sair do Paraguai e entrar na Argentina fica mais rápido e com menos burrocracia.

Mais 150km, pela Ruta 11, chegamos à capital da Província, Formosa, por onde só passamos. No caminho, achamos uma sombra frondosa de árvores onde fizemos nosso piquenique, pois estávamos famintos e a alta temperatura exigiam um descanso.  Sanduíches feitos pela Edu, empanadas que haviam sobrado do dia anterior e frutas formaram o cardápio, que estava "di-vi-no"! Coca, isotônico e água meio mornas fecharam o lanche.
Lanchinho a beira da Ruta 11-Argentina

Detalhe: o Abutre estava com 1/4 de tanque e precisava abastecer. Resolvemos seguir adiante até a próxima cidade, pois achamos o preço do diesel em Formosa bastante amargo:  $ 5,88 (o que seria, aproximadamente, R$ 2,89). Pois é, a próxima cidade onde havia posto de combustível (estación de servicios) estava bastante distante: apenas em Pirané (Ruta 81), a 98 km de Formosa!
Retas intermináveis
O Luiz foi levando seu possante "na ponta dos dedos" até lá, onde colocou 5 litros, o suficiente para irmos mais 30km adiante até o Posto da rede YPF, em Palo Santo.

Abastecidos, fomos até Las Lomitas, cidade com  aproximadamente 25 mil habitantes e cuja atividade econômica principal é baseada na agricultura.
Neste percurso, encontramos muitos animais a beira da pista, e num cruzamento com semáforo, uma educada vaca, calmamente cruzou a pista utilizando a faixa de pedestres.

Chegamos à cidade pelas 20h15min e fomos direto em busca de hotel e alimentação. O Hotel Eva está localizado na avenida principal e tem um preço bem razoável: $ 120 (em torno de R$ 65,00) para cada habitação.
O hotel está em reformas, o que deixa seu visual bastante feio, porém o antendimento solícito do Ricardo e da proprietária, dona Eva, acabou "amolecendo" o coração do Luiz (fizemos algumas outras tentativas antes de fecharmos na acomodação inicial), apesar do "sutil" e desagradável aroma que emanava de uns ralos abertos. Também notamos que a cidade não possui sistema de coleta de esgotos, sendo que o mesmo corre a céu aberto, em valas que algumas vezes possuem cobertura com tábuas de madeira.
Cada um fez seu pedido de jantar: milanesa de carne, ravioli com salsa al filleto (à bolonhesa), capeletti com salsa al filleto e papas fritas. Acompanha salada (alface, tomate, beterraba, cebola, batata e cenoura).

Hotel Eva em reformas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Grato por visitar o ViagemFamilia. Críticas, elogios e quaisquer comentários são desejados, desde que feitos em terminologia ética e adequada.

SE FIZER QUESTIONAMENTOS POR FAVOR DEIXE ALGUMA FORMA DE CONTATO PARA POSSIBILITAR A RESPOSTA, COMO E-MAIL, POR EXEMPLO