______________________________________

.

.

.

domingo, 12 de janeiro de 2014

Viña Del Mar a Pichidangui - Chile

06 de janeiro de 2014

Logo após o café da manhã, seguimos ansiosos para conhecer o Museu Fonck, que trata de arqueologia e história e possui uma sessão exclusivamente dedicada a Rapanui ou Ilha de Páscoa, como é conhecida popularmente e seus famosos Moais!
Rapanui fica a 3700 km do litoral do Chile e seus primeiros moradores vieram da Polinésia, em 300 d.C. Ao longo de, aproximadamente, 700 anos houve a chegada de novos imigrantes, trazendo espécies vegetais, a cana de açúcar, a banana e os primeiros animais domésticos que iriam auxiliar na fixação e subsistência da população na ilha. para saber mais, sugiro que acessem: http://www.museofonck.com/muestras-permanentes/sala-rapanui

Escrita dos moradores de Rapanui


Cartaz demonstrativo  com os tamanhos dos diversos moais
Dispendemos boas 2h30min para viajar no tempo em cada uma das salas do museu, com excelente acervo e explicações bastante interessantes.




Desta forma, aproveitamos bem o dia, conhecendo Concón (onde almoçamos paila – ensopado delicioso com diversos frutos do mar e conchas diferentes, pescado, empanadas de mariscos, tudo isso à beira mar, relembrando nossa casa, em Barra Velha); Punchucavi, Zapallar, Papudo, todos balneários que estão se desenvolvendo bastante, com muitos condomínios fechados, pelo fato de que tanto Viña quanto Valparaíso já estão muito cheias e caras...
Deixando Viña e seguindo rumo ao norte
Região de Viña e Valparaíso -  como há morros, as construções são feitas em curvas de nível
 e há pequenos elevadores de acesso

Loberia próxima de Viña


Em todas as cidades litorâneas, há a cobrança de estacionamento através de parquímetros ambulantes, onde o operador digita a placa do veículo e a hora e põe o ticket no pára-brisa. O valor é, em média, $ 300 para cada meia hora (aproximadamente R$ 1,20).
Encosta ao lado de mirante

Concón - escolas de surf  à beira do mar
As praias são limpas, a água é cristalina e gelada!!! Somente alguns poucos corajosos (ou malucos) se aventuram a nadar e tomar banho!
Acesso à praia - Zapallar

Vista superior de Papudo - o "castelo" é a atual Prefeitura

Praia de Papudo - calçadão


Assim, fomos subindo ao norte até chegarmos a Pichidangui, onde resolvemos nos hospedar! Uma cidadezinha simpática, familiar e ainda bastante tranquila, se comparada às outras praias que visitamos hoje!


Mapa com a localização das áreas afetadas pelas marés e sujeitas à inundação em caso de tsunami

Compramos nosso jantar no mercadinho do centro da cidade e aproveitamos para curtir o cair da tarde, com um friozinho de 12°C, às 19h!!!!


Nossa cabaña - Motel e Cabaña El Marino, cujo proprietário é o Henrique

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Grato por visitar o ViagemFamilia. Críticas, elogios e quaisquer comentários são desejados, desde que feitos em terminologia ética e adequada.

SE FIZER QUESTIONAMENTOS POR FAVOR DEIXE ALGUMA FORMA DE CONTATO PARA POSSIBILITAR A RESPOSTA, COMO E-MAIL, POR EXEMPLO