______________________________________

.

.

.

sábado, 31 de janeiro de 2015

Las Leñas (Mendoza) a Buta Ranquil (Neuquén)

Dia 07 de janeiro de 2015
Las Leñas, passando pelo Valle Hermoso, seguindo até Buta Ranquil, já na Província de Neuquén



Escritório central de Turismo de Las Leñas
Depois do café da manhã coletivo, fomos buscar informações turísticas do local para saber o que poderíamos conhecer na região de Las Leñas, antes de seguirmos para a Alta Patagônia. Lá no escritório de Turismo ficamos sabendo que se podia fazer cavalgadas, passeios de quadriciclo e que, por possuímos carro 4x4, poderíamos seguir até o Valle Hermoso, passeio realizado apenas no verão, pois a estrada que chega até lá fica fechada pela neve durante o inverno.
Também soubemos que para ir até a Caverna de Las Brujas (nosso próximo ponto de parada), teríamos de fazer reserva antecipada (na cidade de Malargüe) e que, para o dia de hoje, não haveria mais horário disponível viável, visto que para visitar a caverna são formados grupos de, no máximo, 10 pessoas e os horários de visitação são fixos.





Assim, seguimos tranquilamente montanha acima, por estradinha sinuosa, até chegarmos ao seu ponto mais alto (aproximadamente 2250msnm) de onde se avista o Valle Hermoso que é MUITO HERMOSO!!! O visual é show e aproveitamos para subir a pé a montanha, de modo a vislumbrar todo o vale.
Pode-se ver Abutre à esquerda e, mais a frente, Quero Quero ao centro


Vista do Valle
Depois de muitas fotos, descemos até o local onde, além do lago há uma cabana (lanchonete), onde se pode pagar o day use ou acampar ($10 por pessoa ou $80 a barraca, por dia). O lago é límpido, de águas tranquilas e geladas! Conversando com a Karina, responsável pelo local e que já morou no Brasil por um tempo - Praia do Rosa SC -  durante o inverno é impossível chegar até lá, pois a neve cobre todas as instalações, chegando a 10 m de altura! Além de acampar ou simplesmente fazer um piquenique, pode-se cavalgar pelas imediações e/ou seguir de carro pela estradinha, até chegar próximo do Chile (não há paso possível aqui).
Área de camping junto ao lago

Depois de tirarmos algumas fotos e pagarmos um regallo (não é permitido ficar no local sem pagar o day use), nos despedimos e voltamos até Las Leñas, onde abastecemos nossos possantes e seguimos até Malargüe.

De lá, sempre pela RN 40, agora em obras, resolvemos entrar no acesso à Caverna de Las Brujas, mesmo sabendo que não havia disponibilidade de horário para nossa visita. O ingresso por pessoa custa $150, com passeio que leva aproximadamente 1 hora e meia dentro da caverna.



Chegamos ao local um pouco antes da chuva e, depois de muita conversa, foi permitido que o grupo fosse até a boca da caverna para tirar fotos. Uma parte do Viagem Família subiu rapidamente a trilha, chegando a boca da caverna em uns 5 min. Marcos se aventurou no primeiro salão, com a lanterna do celular, e concluiu que não teria valido a pena ter pago o valor solicitado para ir até lá... ($40 por pessoa só para entrar no primeiro salão).


Com certeza, a caverna deve ter espeleotemas maravilhosos e é bem conservada, porém fica a dica pra quem quiser se aventurar: tem de marcar a visita na cidade, pois os grupos são fechados (para 10 pessoas, no máximo) como já foi dito e o valor por pessoa é de $ 150.
Depois desse PPI (P... Programa de Índio), seguimos em frente, já imaginando que não daria tempo de chegar antes do anoitecer em Chos Malal, conforme o plano inicial. Dessa forma, analisando o mapa, resolvemos parar 90 km antes, em Buta Ranquil... não ria e nem faça trocadilhos!!! Não é PQP, não!!!

RN 40 - trecho recém asfaltado, próximo de Bardas Blancas

Pequeno cânion do Rio Grande




Vista do Vulcão Payún Matrú (3715msnm)
A cidadezinha de Buta Ranquil é bem ajeitada e está aos pés de um Vulcão, chamado Tromen (4114msnm), uma das formas geológicas mais jovens do território argentino. Depois de 4 tentativas frustradas, hospedamo-nos do Hotel Ruta 40 (hyr_ruta40@hotmail.com), onde fomos atendidos pela Aideé e sua filha Camila e jantamos por lá mesmo: pizza, milanesas, ensaladas mistas, cervejas e águas saborizadas (pagamos a conta em reais: R$ 90,00 para 4 pessoas). Os quartos eram simples, mas bem limpinhos; o chuveiro era bom e tinha ar condicionado, além de contar com café da manhã. O valor pago para 4 pessoas foi de $700 o pernoite com desajuno. A piada do dia foi a resposta à pergunta feita para a garçonete: "Que tamanho tem a pizza?" Resposta: "É redonda!" (mostrando com a mão)...........  Então, tá!!!
Viagem Família com Aideé, no Hotel e Restaurante Ruta 40 - Buta Ranquil - Neuquén
Rua central da cidade

Vista do Vulcão Tromen - Buta Ranquil


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Grato por visitar o ViagemFamilia. Críticas, elogios e quaisquer comentários são desejados, desde que feitos em terminologia ética e adequada.

SE FIZER QUESTIONAMENTOS POR FAVOR DEIXE ALGUMA FORMA DE CONTATO PARA POSSIBILITAR A RESPOSTA, COMO E-MAIL, POR EXEMPLO