______________________________________

.

.

.

segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Resistência a Morteros- ARG

28 de dezembro de 2013

Após um Desajuno Continental, saímos de Resistência às 9h pela Ruta 11 em direção a Reconquista. No início da viagem, ainda dentro do perímetro urbano, um susto! Um motoqueiro, com garupa e sem capacete avançou pela direita exatamente na hora em que o taxista dava sinal que iria entrar! Colisão!!!! Só ouvimos o grito da moça e de vidro estilhaçando e os dois se "empacotando" e rolando pela via... Como se levantaram em seguida, achamos que não foi nada sério, além de escoriações e prejuízo material, pois a moto "virou um 8"e o carro teve a lateral amassada e o vidro quebrado!
Depois disso, nada de emoções, apenas horas e muitos quilômetros de altas temperaturas, muitas retas e plantações de girassóis a perder de vista.


Compramos umas milanesas, pão, queijo e salada num mercadinho de beira de estrada e fizemos nosso lanche embaixo de uma frondosa árvore, tentando driblar o calor de quase 40°C!!!
Já na Ruta 98 paramos numa capela dedicada a um personagem folclórico, chamado Gauchito Gil. Há muitas versões para o mito, mas numa coisa todas coincidem: ele invocou, no momento de sua morte, pela cura da doença do filho de seu carrasco e este, quando chegou em casa, teve a graça atendida! Desta maneira, seu corpo teve um enterro adequado e o uso da cor vermelha nos santuários à beira das estradas da Argentina se deve ao Partido Autonomista.



Abastecemos em Ceres, ainda na província de Santa Fé, e combinamos de seguir até onde encontrássemos um hotel para passar a noite. Chegamos à Morteros e tivemos uma grata surpresa, pois a cidade é lindinha, com boa infra-estrutura, 4 hotéis, restaurantes, muitas praças e espaços para a população se entreter.
Praça Parque na cidade de Morteros


Morteros foi fundada em 1891 e possui, aproximadamente, 20 mil habitantes. A cidade teve sua origem ligada ao caminho alternativo ao caminho real por onde vinham as riquezas do Alto Peru e Potosi, isso ainda nos idos do séc XVII.
Obelisco na rotatória da praça central da cidade de Morteros
Praça central da cidade

Hospedamo-nos no Hotel Constantino, que era o único a aceitar cartão e fomos atendidos gentilmente pela Mary. O curioso é que cada quarto recebe um nome diferente de um famoso tangueiro. Assim, há uma série de fotos e imagens de famosos intérpretes de tangos.
Marcos na sala de estar com imagem de Carlos Gardel




Para fechar bem a noite, fomos almojantar num restaurante onde tivemos a companhia de "perros" gigantes e muito simpáticos, que receberam alguns bocados. A situação dos cartões de crédito/débito está resolvida, depois de quase 20 min de negociações pelo telefone! Isso nos traz a tranquilidade que estava faltando!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Grato por visitar o ViagemFamilia. Críticas, elogios e quaisquer comentários são desejados, desde que feitos em terminologia ética e adequada.

SE FIZER QUESTIONAMENTOS POR FAVOR DEIXE ALGUMA FORMA DE CONTATO PARA POSSIBILITAR A RESPOSTA, COMO E-MAIL, POR EXEMPLO