______________________________________

.

.

.

sábado, 28 de dezembro de 2013

De Tenente Portela RS a Resistência ARG

27 de dezembro

Depois de um gostoso café da manhã em nosso "lar" (em Ten. Portela), despedimo-nos do Carlos Alberto e seguimos rumo à divisa, em Porto Soberbo. Às 8h da manhã já fazia 26°C e o dia prometia, pois o céu estava claro e quase sem nuvens!!!


Chegando ao porto de embarque, deparamo-nos com uma fila de aproximadamente uns 20 veículos que aguardavam a travessia que é feita em pequena balsa, onde cabem de 10 a 12 veículos (pequenos) de cada vez! Assim, esperamos quase uma hora e pagamos uma taxa de R$ 28,00 (R$ 13,00 para o carro e R$ 15,00 para os ocupantes) para atravessarmos o rio Uruguai, em pouco mais de 5 min!!!!
Porto Soberbo RS

El Soberbio - Argentina
Descobrimos, para nosso dissabor, que o valor da Carta Verde (seguro obrigatório) no local era de R$ 50,00 para um período de 15 dias, sendo que havíamos pago R$ 188,00 em Itajaí SC. E mais: o câmbio na divisa estava favorável, sendo que com um real comparava-se aproximadamente 4 Pesos Argentinos (R$ 0,26 = $1) enquanto que em Curitiba o valor foi de R$0,44 = $1.
Assim, fica a dica: se puder entrar na Argentina por Porto Soberbo, deixe para trocar seus reais e fazer seu seguro ali mesmo!!
Os trâmites da aduana argentina duraram poucos minutos, apesar do intenso movimento (30 min). O uso do passaporte agiliza muito o processo!
Passagem elevada próxima de Posadas
Rio Paraná
Agora, já em solo argentino nosso destino é Corrientes, passando por Oberá e Posadas e margeando o Rio Paraná a uma temperatura de 39°C, em média. Assim, percorremos 539 km até Corrientes, onde descobrimos que os cartões internacionais Visa/Master... não estão sendo aceitos em nenhum banco apra saques. Nos postos de combutível da YPF também não se aceitam mais cartões, apenas dinheiro vivo. Numa das tentativas de saque no Banco Macro, por acaso apareceu uma funcionária e numa conversa informal descobri que ela necessitava de reais, pois estava indo ao Brasil. Assim sendo, troquei R$ 200,00 para ela e ela sacou $700 de sua conta pessoal.
Ruta 12 - Posadas/Corrientes

Mais adiante, optamos por abastecer apenas alguns litros no YPF e seguimos até o Shell, na entrada de Corrientes, um dos únicos a aceitar o Visa. Aproveitamos assim, para aumentar o valor da operação de abastecimento e conseguimos adquirir mais alguns pesos na transação.
Ruta 16 - Corrientes/Resistência
Para ganhar alguns quilômetros, percorremos mais 20 até Resistência, atravessando a ponte General Belgrano onde havia uma blitz policial em que dois policiais "marotamente" tentaram adquirir um "coquinho de Año Nuevo". Eles acabaram frustrados em seu intento, pois o Marcão enrolou e jogou uma conversa linda, saindo-se bem da situação!


Chegamos à cidade por volta das 19h e fomos à luta, em meio a hora do rush, até encontrar um hotel (que aceitasse Visa/ Master) bom, bonito e barato! Depois de três tentativas, conseguimos o Gran Hotel Royal, www.granhotelroyal.com.ar (0362)4443669, onde o Jonathan fez o quarto quádruplo a $ 515.
Acomodados no quarto 101, amplo, com ar condicionado, TV de tela plana, camas box, e wi-fi, pudemos organizar nossas postagens.

Na busca pelo restaurante para jantarmos, foi outra luta: os restaurantes só aceitam dinheiro... assim, tivemos que optar pelo prato barato e que atendesse a todos: pizza com Coca-Cola geladíssima!!!! Tudo delicioso e a um custo de $ 151 (do outro lado da rua - Q'Rico Sandwicheria Artesanal)
Fazendo essa postagem!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Grato por visitar o ViagemFamilia. Críticas, elogios e quaisquer comentários são desejados, desde que feitos em terminologia ética e adequada.

SE FIZER QUESTIONAMENTOS POR FAVOR DEIXE ALGUMA FORMA DE CONTATO PARA POSSIBILITAR A RESPOSTA, COMO E-MAIL, POR EXEMPLO