______________________________________

.

.

.

terça-feira, 6 de setembro de 2011

LEP na Serra Gaúcha - 06-Set-2011

De CWB a Garopaba

O dia começou muito cedo. 06h30' e o Lincoln já estava lá em casa para me dar carona até o banco, afinal o Abutre iria ficar quietinho até a Edu me pegar na saída do trabalho.

E já que estamos falando de trabalho, agradeço aqui ao meu líder, Vili, que compreensivamente batalhou e concordou com a minha proposta de pequenas férias em Setembro. O HSBC permite que seu funcionário no mês do seu aniversário tire uma pequena folga, combinei então de tirá-la em Setembro, junto ao feriadão que sempre ocorre em Curitiba por essa época. Em outros tempos tenho certeza que isto não seria possível. Não posso tambem deixar de agradecer aos demais colegas que para que eu pudesse viajar, obviamente teriam que carregar um maior fardo. Chega de trabalho... agora vamos ao que interessa: quilometrar. Esse termo eu uso quando quero ficar quilometros de distância do trabalho....rsrsrs

A Edu chegou às 15h30' como combinado e como grata surpresa percebo a minha comadre Josimeire dentro do carro. Legal! Iríamos levá-la até Floripa, onde ela reside. Choveu pra caramba até lá. E pelo caminho colocamos o papo em dia. Falamos sobre muita coisa, mas invariavelmente o papo caía na Disney, já que em outubro, ela, o André e a Sofia irão para lá. Demos muitas dicas. Aliás, resolvi que preciso escrevê-las. Colocar aqui no viagem em familia ou, quem sabe, num pequeno pocket-book a ser publicado no futuro. E como sempre as dicas não são nada mais do que o óbvio, o problema é que teimamos de ver o óbvio como um bom amigo. Afinal, você tem algum amigo que se chama "Óbvio"? É Óbvio que não...

Meire entregue (literalmente no meio da estrada...rsrs) continuamos nosso rumo até Garopaba. Para não perder o costume na saída de Floripa, erramos e entramos em Sao José. Eh lasquera... Mas o tomtom nos salvou e rapidamente voltamos para estrada.


Meire e Pedro
De Floripa até Garopaba a BR101 tá toda em obras. Mas eu lembro que quando voltamos da viagem de Ushuaia e passamos por ali, em 2009, estava do mesmo jeito... Vontade de matar os nossos governantes. Chuva e estrada simples com trechos duplicados. Sinalização péssima, asfalto ruim e tivemos que parar para entender a entrada que o tomtom insistia que já havia passado. O mapa do TomTom tambem é uma M... as vezes. Resolvido o impasse, depois de muitas lombadas e pardais (isso os governantes não esquecem) chegamos à Garopaba.

Rapidamente achamos a nossa pousada : MareMar. Escolhemos um apartamento térreo para não fazer força com bagagens e fomos jantar. Como era fora de temporada e chuvendo bastante tudo estava com cara de cidade fantasma. Achamos um restaurante chamado Massaroca que servia rodízio de massas a baixo custo. Só isso já era suficiente para nos conquistar..rsrsrs. As massas eram o raspo do tacho segundo o garçon que disse que o movimento havia sido grande naquele dia (será que fantasma gosta de nhoque?) Bem... papo vai, papo vem, o garçon Giovanni me contou que o seu avô, seu bisavô, e também seu pai eram pescadores de baleia na época que matá-las era uma fonte de renda da região. Disse que era pescador de dia e de noite, garçom, e graças a Deus me deu a noticia de que embora estivesse chovendo o mar estava calmo para o possível passeio que iríamos fazer na manhã seguinte. Ele mesmo havia, de manhã, presenciado 5 baleias Francas e de quebra uma Minke. Papo de pescador? Não sei, só amanhã saberei.



Rodizio de Massa, no Massaroca
Agora vou dormir, pois já são quase meia-noite.... Vou sonhar com baleias, espero que não me apareça a Wilza Carla. Boa noite.

2 comentários:

  1. Luiz, Edu e Pedro!
    Morremos de rir com a Wilza Carla!!!
    Também nos apeteceu o rodízio de massas!!
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  2. kkkkkkkkkkkkkkkk Vc estava bem humorado nesse dia....fantasmas que gostam de massas, sonho com baleias Wilza Carla. Baleia velha ainda por cima!!! Adoro vcs!! Beijos
    Ana

    ResponderExcluir

Grato por visitar o ViagemFamilia. Críticas, elogios e quaisquer comentários são desejados, desde que feitos em terminologia ética e adequada.

SE FIZER QUESTIONAMENTOS POR FAVOR DEIXE ALGUMA FORMA DE CONTATO PARA POSSIBILITAR A RESPOSTA, COMO E-MAIL, POR EXEMPLO