______________________________________

.

.

.

quinta-feira, 10 de janeiro de 2008

De Arequipa (Peru) a San Pedro de Atacama (Chile)

De Arequipa (Peru) a San Pedro de Atacama (Chile)
08 a 10 de janeiro de 2008

Deixamos para trás a Cidade Branca e seguimos rumo para o Chile. Após os trâmites normais nas aduanas dos dois países, chegamos a Iquique às 20 h (do horário peruano), porém já eram 22 h (fuso chileno)! Sem reservas, nem dinheiro chileno e nada conhecendo, fomos ao cajero automático para sacar pesos chilenos!



Iquique – a maior cidade portuária do Chile. Uma cidade com mais de 500 mil habitantes, limpa, organizada, com belas praias. Possui área de livre comércio (Duty free) que não visitamos por falta de informação. A arquitetura vitoriana inglesa é muito linda e conservada. As calçadas feitas de tábuas de madeira merecem uma visita. Possui estacionamentos para automóveis embaixo das praças, aproveitando bem o espaço disponível! Exemplo a ser seguido!



Como estamos à beira mar, fomos degustar frutos do mar... Após estarmos saciados, hospedamo-nos no Plaza Prat, quase à 1h. Ao acordar para el desajuno, descobrimos que havia a opção de tomá-lo no restaurante do próprio hotel, mediante pagamento de U$ 3 por adulto. Foi o mais lauto e bem servido café da manhã em nossa viagem. Após o café/almoço, passeamos a beira mar, na playa Bela Vista, um rápido city tour e voltamos 47 km até a rodovia Panamericana, pois a Litorânea estava interrompida por motivo de terremoto recente.



Agora, seguimos em direção ao Atacama, com subidas das serranias dos Andes saímos de nível do mar e chegamos, em poucos km, a 4500 m da altitude.



Alcançamos as proximidades de San Pedro de Atacama lá pelas 18 h. Fomos direto ao Vale de La Luna, para assistirmos o famoso pôr-do-sol atacamenho!




San Pedro de Atacama – Atacama significa “cabeça”. Encontra-se a 2438 msm e existe há muito tempo, tendo sido conquistada pelos incas 1450 e logo depois, pelos espanhóis em 1540. Foi declarada Patrimônio Histórico da Humanidade,l em 1951. Está localizada no deserto mais árido do mundo: o deserto do Atacama. A cidade é rústica, sendo toda construída em barro. Possui muitas atrações turísticas, como:
• Sítios arqueológicos
• Salares
• Banhos termais
• Gêiseres e vulcões
• Lagunas altiplânicas

 Além da própria cidade, que é muito charmosa e que possui uma igreja construída em 1641.

Passeamos pela cidade a pé, conhecendo suas atrações e sua arquitetura únicas, bem como efetuando algumas comprinhas, pois ninguém é de ferro! As hospedagens da cidade atendem a todos os níveis, desde a mais simples, até a mais luxuosa! Os preços são internacionais. Encontram-se pessoas de todos os lugares do mundo! A energia elétrica é fornecida apenas por geradores até às 21h. Depois disso, o banho é frio! É comum encontrarmos construções onde não há cobertura, como o posto de combustível, banheiros e outros, pois lá a chuva é inexistente!



Agora teríamos de tomar a decisão: qual rota a seguir para entrar na Argentina. Havia duas possibilidades: o Paso Jama (4800m), com asfalto na maior parte do percurso ou o Paso Sico (4900m), todo em rípio. Adivinhem qual foi a escolhida?!

Rípio, aí vamos nós!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Grato por visitar o ViagemFamilia. Críticas, elogios e quaisquer comentários são desejados, desde que feitos em terminologia ética e adequada.

SE FIZER QUESTIONAMENTOS POR FAVOR DEIXE ALGUMA FORMA DE CONTATO PARA POSSIBILITAR A RESPOSTA, COMO E-MAIL, POR EXEMPLO