______________________________________

.

.

.

domingo, 30 de dezembro de 2007

De Cochabamba a La Paz

De Cochabamba a La Paz
28 de dezembro a 30 de dezembro

Amanheceu em Cochabamba e antes de tomarmos café da manhã, por aqui el desajuno, já sentimos alguns efeitos da altitude. Sentem-se os efeitos do “soroche” pela secura na boca, taquicardia e, às vezes, dor de cabeça. Foi-nos oferecido o chá de coca que é tomado naturalmente em todos os lugares, como no Brasil se toma o cafezinho.

A cidade possui muitos ônibus multicoloridos, mais parecendo uma competição de alegorias e, disputando espaço com eles, continuamos seguindo em direção aos Andes Orientais.

A subida é bastante acentuada, com muitas curvas acentuadas e a paisagem é um pouco desoladora, meio desértica. Nossos carros comportaram-se bem, pois são todos diesel/turbinados, não perdendo rendimento na altitude, diferente de nós, humanos, que a essa altura já estávamos sentindo os efeitos do ar rarefeito. Ao atingirmos altitude máxima do Passo La Cumbre (4496 msm), tivemos a primeira espetacular vista dos Andes nevados!



O visual é de tirar o fôlego e dá até vontade de chorar!!! Também ´da vontade de chorar a cena de ver campesinos e cholas, com seus niños de mãos estendidas, gritando por doações!

Chegamos em El Alto (arredores de La Paz) pelas 18h e fomos surpreendidos pelo caos e buzinas por todos os lados! Uma loucura!! Usa-se mais a buzina do que o bom senso. Todo cuidado é pouco!!! Se você acha que as marginais, em São Paulo são congestionadas, você não viu La Paz!!!

La Paz – a cidade de La Paz foi fundada ao redor da Iglesia de Laja, no ano de 1548, no dia 20 de outubro. A cidade não se desenvolveu ali, pois o local é desabrigado e sujeito às intempéries, com um constante e gelado vento. Foi transferida para a cratera de um vulcão extinto em 16 de julho de 1879, dia em que o chefe da revolução popular contra o governo, Murillo, foi enforcado!
La Paz situa-se a 3800 m de altitude!!! Possui uma população aproximada de 1 milhão de habitantes, em seu centro, e mais um milhão nos arredores (El Alto).


No dia seguinte, após termos sido gentilmente hospedados no Hostal Central Gest House, do Istok e do Martim, saímos para conhecer Tiwanaku, distante 72 km do centro de La Paz.

Tiwanaku – é imperdível!!! Ruínas dos povos andinos que ali habitaram a mais de 16 séculos a.C. Possuía avançada cultura, com sistemas de irrigação, observatório astronômico e conheciam medicina, fazendo, inclusive, trepanações no cérebro dos sacerdotes. Construíram pirâmides com pedras trazidas de distâncias superiores a 100 km, pois ali não há pedras dessa dimensão!!! O Templo de Kalasasaya, com a Porta do Sol, foi construída ao longo de 200anos... No seu auge, chegou a ter uma população de quase dois milhões de habitantes.
Essa cultura extingui-se, provavelmente, por um longo período de seca estimado de 50 a 100 anos e foi sucedida pelos povos incas a pelo menos 3000 anos.


Saindo de Tiwanaku, rumamos à montanha Chacaltaya, com seus 5400 m de altitude, a mais alta estação de esqui do mundo!!! Sobe-se toda de carro até 5300 m, e fomos brindados, em pleno verão, com uma forte nevasca, fazendo a temperatura cair até –10°C. Depois de todos se divertirem com a neve, descobrimos que o piso estava congelado e altamente escorregadio, proporcionando belos sustos!!! Com todo cuidado, descemos rumo ao nosso jantar típico, na Calle de Las Bruxas, sempre muito bem acompanhados e ciceroneados pela Wilma, excelente guia que nos foi indicada pelos proprietários do Hostal e que demonstrou grande domínio e amplos conhecimentos pela história da região e de seu povo!!!
No alto da Montanha Chacaltaya

Muita neve e piso extremamente escorregadio

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Grato por visitar o ViagemFamilia. Críticas, elogios e quaisquer comentários são desejados, desde que feitos em terminologia ética e adequada.

SE FIZER QUESTIONAMENTOS POR FAVOR DEIXE ALGUMA FORMA DE CONTATO PARA POSSIBILITAR A RESPOSTA, COMO E-MAIL, POR EXEMPLO