______________________________________

.

.

.

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

Chapada dos Veadeiros - Alto Paraíso de Goiás(GO)

Dia 22 de janeiro de 2016

Já depois do café da manhã seguimos viagem, descendo pela GO 118, até Alto Paraíso de Goiás onde queríamos pegar informações sobre a Chapada dos Veadeiros. Fomos até o Centro de Informação ao Turista, onde o Marcos Cruz (marcos.agenda21@gmail.com), guia de turismo nos orientou e explicou sobre os passeios a serem feitos e outros detalhes. Como chovia muito, já havíamos definido que não iríamos fazê-los desta vez... a Chapada não vai fugir e teremos outras oportunidades de vê-la com bom tempo!
De qualquer forma, prepare o bolso! Todos os passeios com exceção do Parque Nacional são cobrados. Acreditamos que, pela proximidade com Brasília (230 km de distância, apenas), os preços acabam sendo mais altos em tudo, seja em acomodações, lembranças, artesanatos e alimentação. Planeje bem seu roteiro e priorize seus passeios.
Cachoeira Poço Encantado: ingresso R$ 20,00
A cidade de Alto Paraíso de Goiás possui boa infra estrutura (contando com mais de 3500 leitos), apesar de ser pequena e ter apenas pouco mais de 7 mil habitantes. Ela é conhecida por seu lado místico, pois está localizada no mesmo paralelo de Machu Picchu (Paralelo 14) e por suas mais de 120 cachoeiras catalogadas. Foi declarada Patrimônio da Humanidade pela UNESCO (2001) e recebe turistas de outras nacionalidades o ano todo. 
A atividade garimpeira foi bastante intensa na região, pois em 1912 foi descoberta a primeira jazida de cristal de rocha. Com a criação do parque, os garimpeiros passaram a exercer a função de guias e proprietários de restaurantes e pousadas. 
Inúmeras lojas com cristais de todos os tipos e outros artigos esotéricos
Centro de Informação Turística em Alto Paraíso de Goiás
No distrito de São Jorge, cujo acesso é feito por estrada asfaltada e está a 35 km de distância de Alto Paraíso, fica o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros - criado por Juscelino Kubitschek em 1961, bioma importantíssimo de cerrado de altitude, que conta com mais de 65 mil hectares. A entrada do Parque é gratuita e as trilhas são auto guiadas. Porém, para aqueles que não gostam de se aventurar sozinhos há a opção de guias que cobram em média R$ 150,00 a diária. Há 4 opções de trilhas e a dos Cânions tem 12 km de distância. 
Muitas das cachoeiras ficam em propriedades particulares e, por este motivo, cobram ingressos, que variam de R$ 10,00 a R$ 20,00  e até R$ 40,00 por pessoa. Nesses casos, é interessante realizar os passeios com guias para evitar a perda de tempo, pois são muitos caminhos e você pode se perder (perdendo tempo).
Após algumas compras de cristais e de conhecer pessoas muito legais, seguimos adiante, em direção à Brasília (porém não indo até a capital federal), seguindo de Planaltina diretamente para Cristalina pela GO 118. O trecho estava simplesmente horrível... os buracos eram imensos e faziam com que os motoristas "dançassem" na pista desviando das crateras! Uma vergonha, pois o trecho fica a menos de 50 km da Capital Federal.
GO 118 - trecho próximo à Brasília (DF)
Paramos em Cristalina para comprar mais alguns cristais e lanchar, pois já passava das 16 h e entramos em Minas Gerais ao entardecer. Seguimos pela BR 040 até João Pinheiro, onde pernoitamos a R$ 80,00 a diária para casal, com café da manhã.
Pôr-de-sol, próximo de Paracatu (MG)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Grato por visitar o ViagemFamilia. Críticas, elogios e quaisquer comentários são desejados, desde que feitos em terminologia ética e adequada.

SE FIZER QUESTIONAMENTOS POR FAVOR DEIXE ALGUMA FORMA DE CONTATO PARA POSSIBILITAR A RESPOSTA, COMO E-MAIL, POR EXEMPLO