______________________________________

.

.

.

quarta-feira, 30 de julho de 2014

Laguna - SC - para Ninho dos Garças (Barra Velha SC)

27 de julho de 2014


O dia amanheceu bonito e após o café da manhã resolvemos dar um pulinho no Farol de Santa Marta. Para se chegar lá, a partir de Laguna, deve-se pegar a balsa (R$9,00), próxima ao centro histórico da cidade e depois de uns 12 km por via asfaltada (essa foi a surpresa!)  chega-se ao Farol.
Surpresa, pois na última vez em que estivemos por aqui na região (2002) a estrada era de chão, muito ruim, cheia de buracos e "costelas de vaca" e levava-se mais de uma hora para chegar ao farol.

Trilhazinha até a Capela
Capela e Farol de Santa Marta


O Farol de Santa Marta foi construído por franceses em 1891 (com pedra, barro, areia e óleo de baleia) por conta dos diversos naufrágios que aconteciam na região, visto que é conhecido como "esquina do Atlântico". É a primeira interrupção de faixa de praia desde a cidade de Rio Grande-RS.  Este farol  tem 29 m de altura e está localizado num promontório de 45 m acima do nível do mar, tendo um alcance de 46 milhas náuticas, isto é, aproximadamente, 85 km de distância. É o maior das Américas e o segundo maior em alcance no mundo. Ele tem esse nome pelo Cabo de Santa Marta ter sido descoberto no dia 23 de fevereiro de 1502,  dia em que se festeja Santa Marta.

O Cabo de Santa Marta possui 11 praias nas quais a prática se surf é bastante frequente.
Ao lado do Farol está uma capela, anexa ao cemitério, e no mesmo promontório também se pode visitar um sambaqui, sítio arqueológico onde as populações pré-históricas depositavam seus resíduos. Há relatos de vestígios de 5000 anos testemunhados pelos maiores sítios arqueológicos do mundo na forma de sambaquis. A cidadezinha é muito agitada durante o verão com diversas opções de bares, restaurantes, muitas pousadas e algumas lojas, atendendo ao público que cada vez mais vai pra lá em busca de tranquilidade e visual bacana. Agora, fora da temporada de turismo é bem tranquila e pacata.
Depois de comprarmos o imã de geladeira para nossa coleção, decidimos percorrer parte da Paia do Cardoso de carro em sua extensão e observamos durante este percurso, com tristeza, dezenas de pinguins mortos ao longo da praia. Existem alguns acessos para carro no meio da dunas de modo que se pode percorrer algumas praias desertas com automóvel. Não podíamos deixar de caminhar um pouco sobre as dunas e percebemos também, consternados, a grande quantidade de lixo deixada pelos frequentadores da praia. Centenas de latas de refri e cerveja, bem como copos plásticos e restos de churrasco podem ser vistos "escondidos" no meio das pedras e areia das dunas. Uma pena, pois o local é realmente lindo!

Muitos pinguins de Magalhães mortos na praia do Cardoso

Praia do Cardoso

                                                                                   video

Voltamos ao atracadouro e enquanto esperávamos a balsa, ficamos conversando com o Vilmar, morador e comerciante local. Concordamos com o fato de que o pescador, de maneira geral, por desinformação ou simplesmente ganância acaba com seu próprio sustento na medida em que não respeita o seu meio e nem os períodos de defeso (nesse momento há o defeso do camarão).
Considerações feitas, retornamos para cidade e nos encaminhamos para a BR101, passando pelo centro histórico da cidade.
Atracadouro da balsa

Apesar de ser domingo, poucos restaurantes estavam abertos ao público, e da mesma forma lojas de souvenires e lembranças. Infelizmente, como a grande parte dos municípios costeiros,  a municipalidade de Laguna não tem explorado de maneira adequada o grande potencial turístico que lá existe, visto que Laguna é uma das cidades mais antigas do Brasil. No início da colonização do Brasil essa região era a mais setentrional pertencente à colônia portuguesa e por Laguna passava a linha do Tratado de Tordesilhas (1494), separando as terras portuguesas das espanholas.
Em 1714 foi elevada a categoria de vila, fundando-se o município e em 1847 obteve a categoria de cidade.
Laguna também é conhecida como a cidade berço de Anita Garibaldi, esposa de Giuseppe Garibaldi, importante personalidade na Revolução Farroupilha. Lá existe um museu com seu nome, localizado na casa de uma madrinha de Anita e onde ela se arrumou para o seu casamento.
Além dos aspectos históricos, a cidade é famosa pelo carnaval de rua e pelas lindas e famosas praias, a destacar: praia do Mar Grosso, praia do GI e do Itapirubá, famosas pelas dunas e observação de baleias franca, respectivamente.
Mapa de Laguna e Farol
Seguimos em direção Norte, almoçando porções de camarão no bafo e à milanesa às margens da BR101 e voltamos pra casa "livres, leves e soltos", felizes pelos dias lindos e cheios de atrações vividos!
Até a próxima aventura!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Grato por visitar o ViagemFamilia. Críticas, elogios e quaisquer comentários são desejados, desde que feitos em terminologia ética e adequada.

SE FIZER QUESTIONAMENTOS POR FAVOR DEIXE ALGUMA FORMA DE CONTATO PARA POSSIBILITAR A RESPOSTA, COMO E-MAIL, POR EXEMPLO