Viagem Família______________________________________

.

domingo, 9 de fevereiro de 2020

Enviando o Carro da América Para a Europa-Muitas Emoções


Pátio onde o Garça ficou esperando o embarque em New Jersey-USA

Uma viagem rodoviária necessita de estradas para os deslocamentos. Para deslocamentos rodoviários entre continentes é necessário traçar estratégias de forma a transportar um veículo de um lugar a outro no mundo para superar Oceanos.
Depois de mais de 10 meses percorrendo a América Central e América do Norte chegou a hora de continuarmos nossa viagem no Velho Continente.
Tínhamos inicialmente traçado diversos planos para essa importante etapa da viagem que estamos fazendo pelo mundo. O Plano A, seria enviar o carro de Halifax, Nova Escócia, no Canadá, para algum porto na Europa.
Acabamos alterando essa estratégia inicial, pois mudamos nosso roteiro e época do ano. Pensávamos primeiro em após cruzar o Canadá no sentido noroeste/sudeste rumando para a Flórida- USA e depois subir novamente pela costa leste americana até o Canadá e assim atingir Halifax localizada bem pertinho da divisa com os Estados Unidos. A época do ano seria perto de setembro ou começo de outubro. Acontece que estávamos em Washington e distantes mais de 2.000 km e com muitos pedágios pelo caminho. Quando chegássemos ainda teríamos que enfrentar as adversidades climáticas, pois o Atlântico Norte no inverno é bem agitado além das temperaturas extremamente baixas.
Dessa forma começamos a pesquisar o Plano B que seria enviar o carro dos EUA, mais ao sul, para a Europa.

Preparando o carro antes do embarque
Diversos contatos com forwarders - despachantes - via telefone e internet para pesquisar formas e preços do envio. Consultando amigos viajantes que já haviam usado esse envio intercontinental escolhemos inicialmente o porto de Antuérpia, na Bélgica, como destino. Custos, tempo de travessia e paperwork - documentação devem ser muito bem pesquisados com cada empresa que se oferece para o serviço. 
Nem sempre o que aparece como uma boa opção de despacho é uma boa opção de desembarque no destino escolhido. Descobrimos que no nosso caso o envio pelo sistema RO-RO ( Roll On - Roll Off) não seria possível. Nesse sistema o veículo enviado é simplesmente dirigido para dentro do navio transporte e fixado nos porões e pronto. Foi-nos informado que veículos pequenos como o nosso Garça- Kia Sportage só poderia ser enviado dentro de um container

Dessa forma após diversas consultas acabamos fazendo os contatos com a Empresa Schumacher Cargo Logistics, Inc.
Previsão para utilizar um container compartilhado de 40 "-pés. Custo inicial apresentado de U$ 1.230,00 (dólares). Aí começaram os problemas...Teríamos que esperar mais alguma carga ou outro veículo para completar o container, visto que só utilizaríamos menos da metade do espaço útil disponível. Mais, precisaríamos pagar mais umas "taxas" de seguro, inspeção e outras coisinhas que não foram bem explicadas, apesar de solicitar essas informações.

Local de entrega do carro no Porto de Newark-New Jersey
Nós pedindo explicações e a Schumacher demorando e enrolando. O tempo passando e estávamos preocupados pois já é novembro e o frio está chegando, e tínhamos marcado nossos compromissos na Europa com amigos e familiares. A cada contato, sem previsão de envio e a opção apresentada de enviar em container de 20"-pés pela Schumacher era superior a U$ 2.200,00 sem taxas e sem seguro...
Seguindo para o Plano C...Pesquisando na Internet, achei uma empresa chamada ShipOverseas. Essa tem sede em San Diego na California bem do outro lado dos Estados Unidos. Mas pensa num chute bem dado. Acertamos! Tudo incluído com taxas, seguro e num container individual de 20" ficou em U$ 1.785,00.

Em 2 dias e poucos documentos combinei com o Jack da Overseas de levar o carro até o Porto de Newark-New Jersey, pois estamos em Washington DC, distante uns 400 km ao sul.
Deu um pouco de medo de entregar o carro lá, apesar de já estarem me esperando lá para a coleta. O Jack e o Dylan da Overseas foram extremamente prestativos e profissionais, fazendo todo o trabalho desde a Califórnia e nós em New York. A empresa que recebeu o carro era de... russos... Um enorme pátio empoeirado com centenas de carros velhos de desmanche, empilhadeiras transportando sucata, poças d'água, pó e muita sujeira por todo lado. Imagina, despachamos o carro por uma empresa norte-americana, tramites portuários e embarque por uma empresa russa, transportado pela Hamburg Süd-alemã, para um porto na Bélgica! Deu aquele medo de não ver mais o nosso querido Garça. Ainda bem que fiz seguro!
Imagina você entregar as chaves, documentos originais e o carro e receber apenas um papelzinho amarelo da "inspeção", vinda de um funcionário russo no meio de um pátio sujo!

Inspecionando o carro antes do envio para a Europa


Assim, voltei a Washington para reencontrar a Mari e tratar de comprar nossas passagens de avião para a Europa. Tínhamos tempo de sobra, visto que o envio do carro iria demorar cerca de 25 dias.
Decidimos escolher Portugal para ir a Europa, pelos custos e como tínhamos tempo queríamos aproveitar um pouco mais do restinho de calor antes do inverno que se aproximava.
Que fique bem claro um importante detalhe: Todos os procedimentos do envio do carro fiz sozinho com a ajuda de um grande amigo que conhecemos nos Estados Unidos e nos acolheu na sua casa em Washington. O Allan foi um dos "anjos da guarda" que nos acolheu durante esse quase um mês que ficamos procurando o melhor jeito de enviar o carro para a Europa. Ter amigos é ter tudo!

Curtindo Portugal a bordo de um VW Pollo
Problemas resolvidos, achávamos, já em Portugal-Lisboa, só aproveitando o tempo e curtindo terras lusitanas. Alugamos um carro em Lisboa pela bagatela de € 3,00 a diária! (Europcar-Locadora) Um belo VW Polo novinho para 3 dias por € 18,00 com seguro e taxas!
Mas, eis que do nada recebo uma mensagem do despachante aduaneiro na Bélgica dizendo que não iria mais fazer os trâmites quando o carro chegasse!?!? Sem muitas explicações ele apenas disse que não poderia fazer o serviço pois não era da cidade de Antuérpia, onde o carro chegaria...então, novos contatos telefônicos com a Overseas Shipping dos EUA e nos foi dado outro nome. Aí começaram os problemas na Europa-Bélgica. O preço inicial que tínhamos para desembaraçar o carro que ficaria em €350,00 e mais uma taxa de aproximadamente € 120,00 pela cubagem volumétrica do veículo, saltou para mais de € 2.000,00!!! 
 

Questionei os preços praticados e me foram apresentadas as mais estapafúrdias explicações de orçamento. Um despachante queria cobrar € 55,00 apenas para religar a bateria que fora desligada para o transporte. Outro queria cobrar € 115,00 para "medir o combustível no tanque"! (não souberam explicar como iriam fazer isso). Outro ainda queria cobrar taxas extras de liberação de até € 300,00 do cais do Porto de Antuérpia do lado esquerdo do rio e do lado direito do rio ( o Porto fica dentro do estuário de um rio).
Fui sumariamente descartando os despachantes, mas o tempo foi passando e o carro acabou chegando antes do previsto que seria no dia 11 de dezembro. Recebí o aviso de chegada para o dia 5 de dezembro. Como você só tem 7 dias incluídos para retirar o veículo sem taxas adicionais tive de adiantar nosso cronograma. O que nós não contávamos é que o carro chegou numa quarta-feira na hora do almoço. Mesmo sem ter sido desembarcado o dia já estava contado. Solicitei o desembaraço na quinta-feira. Só liberaram o carro na próxima quarta-feira à tarde.  Assim, seguimos a Alemanha mais perto da Bélgica ficar na casa de amigos (como é bom ter amigos) e acabei indo para a Bélgica de ônibus enquanto a Mari ficava na Alemanha. Diminuir custos nessa hora é questão prioritária.
Fui direto na Hamburg Süd, transportadora e conheci o gerente geral o Phillip. Conversei com ele e tentei argumentar e fazer todo o despacho sozinho da mesma forma que fiz no Panamá.

Aí descobri que, segundo palavras do Phillip: "isso não é possível"- " bem-vindo à Bélgica" ele disse. Aqui existe uma espécie de Máfia e você vai infelizmente ter que se sujeitar ao "sistema"!!! Ele me disse tudo " no modo off", que os despachantes operam dessa maneira, e ficam "cozinhando" o cliente de forma a cobrar mais taxas de armazenamento que custam em média  € 350,00 semanais,  € 50,00 por dia mais os finais de semana e sextas-feiras, que você paga mas ninguém trabalha!!!
Acabei achando um despachante mais honesto que trabalhava numa cidade vizinha de Antuérpia, o Steven Van Buynderen ( Belgaco Shipping Bvba) que nos apresentou o preço de  € 1.039,00. Esse preço acabou subindo para um total de  € 1.660,00 (euros) pela demora na liberação e retirada do carro do porto!! Resumindo: Existe uma espécie de "acerto" entre os despachantes em Antuérpia para "cozinhar" o cliente de forma a estorquir dinheiro! Fique atento. Nós não recomendamos de forma nenhuma despachar seu veículo via container para a Bélgica! Se for por via Ro-Ro, pode ser, pois você não fica preso ao "esquema armado" para trâmites com containers. De outra forma prefira Roterdam-Holanda ou Hamburg-Alemanha, que inicialmente até podem pedir um valor um pouco maior, mas não vão te enrolar!!

Reencontrando o Garça na Bélgica-Junto com o Steven
Assim, depois de 20 dias no navio e mais 14 dias mofando nos porões de um armazém (warehouse) conseguimos retirar nosso querido filho o Garça!! Que saudade!! Uma rápida carga na bateria e saímos do porto! Agradeço imensamente ao amigo Steven ( email: shipping @ belgaco.be) (telefone whatsapp: + 32 0491 28 14 66) pela ajuda e recomendo os serviços dele a quem precisar de algo na Bélgica. Dos outros queremos distância.

Assim então foi nossa aventura de enviar e receber nosso carro dos Estados Unidos para a Bélgica. Dicas: 1-Para evitar ser enrolado, trate tudo pessoalmente.
2-Falar inglês é indispensável.
3- Pesquise.
4-Nunca aceite a primeira oferta. Exija notas e comprovantes de tudo.
5-Pode fazer os trâmites pelo telefone ou whatsapp, mas confirme tudo por email. Email é documento o resto é só conversa.
6- Acerte tudo no momento do despacho do país/continente de origem. Tudo mesmo, recebimento, datas, prazos, valores. Isso é uma garantia, ou pelo menos uma segurança a mais para você poder argumentar no caso de algum problema! Se não tivéssemos feito tudo com comprovantes os problemas ainda teriam sido maiores.
7-Não confie que por estar enviando para um país de "primeiro mundo" tudo vai ser perfeito! Na Europa existem problemas também, como em qualquer lugar do mundo.






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Grato por visitar o ViagemFamilia. Críticas, elogios e quaisquer comentários são desejados, desde que feitos em terminologia ética e adequada.

SE FIZER QUESTIONAMENTOS POR FAVOR DEIXE ALGUMA FORMA DE CONTATO PARA POSSIBILITAR A RESPOSTA, COMO E-MAIL, POR EXEMPLO