______________________________________

.

.

.

quarta-feira, 3 de maio de 2017

De Huaráz até a Capital Lima - Peru - 5ª Etapa

Seguindo o pôr do sol em direção ao Oceano Pacífico- Cordilheira Huayhuash - Departamento de Áncash - Peru
     Mesmo com aquela sensação de felicidade de ter conhecido tanta gente boa e tantos lugares lindos nessa região peruana, dá sempre um aperto no coração de ir deixando isso pelo espelho retrovisor e dentro do coração!
     Viajar é assim, você sempre em movimento pois como no nosso caso temos uma quantidade de dias limitados e não podemos ficar muito tempo em cada lugar. Agora, vamos começar a descer os Andes peruanos em direção ao Oceano Pacífico.

     De Huaráz até Lima são pouco mais de 400km de distância mas como já são quase 16 h é claro que não chegaremos em Lima ainda com dia claro. Dessa forma vamos tranquilamente aproveitando a paisagem e curtindo as inúmeras curvas que serpenteiam a descida de 3.052 msnm para o nível do mar, onde está a capital peruana. Antes do anoitecer acabamos optando de dormir na cidadezinha de Casquitambo localizada a 60 km do litoral. No simpático Hotel e Restaurante El Tambo de Chasqui acabamos fazendo amizade com um casal de motociclistas do estado de Nevada (Las Vegas) EUA e é claro conversamos sobre viagens e aventuras na estrada. 

     A diferença de altitude se apresenta com o aumento da temperatura e logo estamos guardando todos os agasalhos pois no local faz quase 30ºC. Um jantar caprichado e uma noite de sono confortável e tranquila faz toda a diferença quando se viaja longas distâncias. Manhã seguinte, sol forte e céu azul, e logo chegamos à Rodovia Panamericana Norte. Nosso objetivo é chegar logo em Lima para conhecer pela primeira vez essa capital.
     Pelo trajeto seguindo pela beira mar, repetem-se pequenas aglomerações de casas e localidades muito simples bem típicas do entorno de grandes metrópoles. Muita pobreza aliada a pouca infraestrutura são marcantes nessa parte do Peru.


Arredores de Lima


Inevitável congestionamento
      E finalmente chegamos a Lima. São quase 11 h da manhã e um enorme congestionamento já se apresenta como cartão de visitas da capital peruana. Nosso primeiro objetivo é chegar no centro e conhecer o mais famoso bairro de Miraflores que fica à beira mar.

Plaza San Martin

Calle-Avenida Arequipa

Degustando pratos com frutos do mar no Delfino- Bairro Miraflores

Farol da Marinha em Miraflores-(1900)

Praia de Miraflores


Descansando e curtindo a paisagem na mais famosa praia de Lima

Banheiros públicos e avisos sobre tsunamis
      Lima foi fundada em 18 de janeiro de 1535 por Francisco Pizarro como a " Cidade dos Reis". Recebeu este nome por ter sido invadida pelos espanhóis no dia 6 de janeiro, Dia de Reis quando a região ainda era dominada por Manco Capac II e seus seguidores. Situada às margens do Rio Rimac com a pronúncia " li maq" dos quéchuas, dando o atual nome à cidade.
     Na era pré-incaica a região era ocupada pelas culturas Maranga e Lyma que mais tarde foram dominadas pela Cultura Wari (já citada anteriormente). Em 1543, Lima foi designada como Vice-reino da Espanha e com isso desenvolveu-se comercialmente atraindo corsários e piratas para a região. Motivo pelo qual entre os anos de 1684 e 1687 foram construídas muralhas para protegê-la dos ataques. 
     Em 1746 a capital foi duramente atingida por um terremoto sendo necessário reconstruir grande parte da cidade que ficou em ruínas. As elites da nobreza que moravam ali, necessitavam constantemente de cargos e ajuda da coroa espanhola o que fatalmente levou a grandes atos de corrupção e desvios financeiros. Com isso, em 1820 liderados pelo general José de San Martin, um exército de patriotas argentinos e chilenos desembarcou no sul da cidade, sitiando-a e obrigando o então Vice-Rei José de La Serna e Hinojosa a evacuar a cidade em julho de 1821 para evitar o massacre do exército realista de Espanha. 
     No dia 28 de julho de 1821, foi declarada a independência do Peru mas somente em 1824 aconteceu a emancipação do Peru capitaneada pelo general Antônio José de Sucre na célebre batalha de Ayacucho. Muitas tentativas de retomada da cidade de Lima e do Peru aconteceram por parte da Coroa Espanhola, mas finalmente em 1879 foi reconhecida a independência do país.


Fazendo câmbio para ter alguns soles no bolso

Passeando pelo centro da cidade de Lima

Interessante convivência de estilos coloniais e modernos

Portal da Igreja Catedral de Lima

Polícia del Peru

Museu da Gastronomia, antigo prédio dos Correios

     Atualmente a capital Lima possui mais de 10 milhões de habitantes, sendo a terceira cidade mais populosa da América, ficando atrás apenas de São Paulo e a cidade do México. A cidade possui as mais antigas instituições de ensino do " Novo Mundo" possuindo também a mais antiga universidade das Américas, a Universidade Nacional de San Marcos, fundada em 12 de maio de 1551. Inúmeros museus (mais de 60) fazem de Lima uma cidade com grande cunho cultural. Visitar todos é tarefa quase impossível mas recomendamos o Museu de Gastronomia, Museu Nacional de Arqueologia, Antropologia e História e o Museu del Oro de Peru, entre tantos outros muito interessantes. Para conhecer razoavelmente a cidade recomendamos de 7 a 10 dias para o básico. Dica: Deixe seu carro estacionado e conheça o centro da cidade com táxi. São inúmeros e bem baratos livrando você do incômodo de procurar local para estacionar. Combine antes o preço da corrida!
Cena de uma panaderia da época colonial em Lima


Serviço de mesa da época republicana

Talheres e utensílios dos povos andinos

Dentro do Museu do Chocolate
      Ao finalmente nos livrarmos do cansativo congestionamento do tráfego fomos direto ao mais famoso bairro da cidade de Lima, o Miraflores. Nada como poder apreciar a vista do mar e das belas praias limenses ao pôr-do sol. Detalhe; as praias são de pedras e não com areia como estamos acostumados. A polícia de Lima é muito solícita e educada e sempre fomos muito bem atendidos nas nossas dúvidas e indicações. Recomendamos cuidado nos deslocamentos no centro da capital peruana pois o movimento de carros e pedestres é intenso, bem normal para uma cidade superpopulosa.

Fachada da Iglesia San Francisco onde estão as catacumbas

Troca da Guarda Presidencial em Lima


     Existe um ônibus circular de turismo que custa $ 10,00 soles e percorre os principais pontos turísticos da cidade. A única igreja que cobra ingresso para visitação é a Iglesia San Francisco onde estão as famosas catacumbas que no século XVI foram construídas para abrigar os cadáveres dos atingidos pela Peste Negra. Na capital peruana, a comida oriental é bem barata, influenciada pela grande quantidade de chineses e japoneses que moram ali. Não deixe de visitar o Parque das Águas-Parque de La Reserva-Circuito Mágico das Águas(bairro de La Victória). Aberto o dia todo mas os shows das inúmeras fontes e chafarizes acontecem a noite em três horários: 19h15min, 20h15min e 21h15min com ingressos custando $4,00 soles. Não perca também a concorrida troca da Guarda do Palácio Presidencial, diariamente a partir das 11h30min na Plaza de Armas-Centro Histórico. Também o Distrito de Barranco vale a pena ser visitado ( nós não fomos por falta de tempo) por ser um bairro boêmio famoso por seus pubs, discotecas e galerias de arte.



A Original Estela Raimondi-citada em postagem anterior 


Reprodução de trono do Império Inca

Vestimenta em ouro puro de povos pré-incaicos


Reprodução de cenário de cova de sepultamento de povos pré-combianos

Crânio trepanado-Cultura Wari


Cerâmica da Cultura Wari
     
Parque das Águas-Circuito Mágico- Lima



      Depois de tudo é preciso dizer que Lima a bela capital peruana é enorme e cosmopolita e é impossível descrevê-la em poucas palavras ou numa simples postagem de um blog. A diversidade das influências culturais, religiosas, gastronômicas fazem você sentir-se meio perdido com a imensa gama de informações à disposição. 
      Quer se divertir é só andar tranquilamente pelas ruas e avenidas da cidade. A todo momento você vai encontrar uma bela praça, uma praia, um monumento ou um museu. Fotos? Tiramos quase 300 somente de Lima. Caberiam aqui? Jamais!! Mas o que valem mesmo são as vivências e o fato de termos podido visitar e conhecer mais essa bela cidade. Recomendamos, venha também! Até o próximo relato dentro de poucos dias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Grato por visitar o ViagemFamilia. Críticas, elogios e quaisquer comentários são desejados, desde que feitos em terminologia ética e adequada.

SE FIZER QUESTIONAMENTOS POR FAVOR DEIXE ALGUMA FORMA DE CONTATO PARA POSSIBILITAR A RESPOSTA, COMO E-MAIL, POR EXEMPLO