______________________________________

.

.

.

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

Frutillar a Entre Lagos - Chile

Dia 10 de janeiro de 2015
Saindo de Frutillar, passando por Puerto Varas e Ensenada, chegando a Entre Lagos - CHILE

Vulcán Osorno (2652msnm) em primeiro plano. Ao lado direito, avista-se o Vulcán Pontiagudo (2190msnm)
Como havíamos alugado duas cabañas em Frutillar, em frente ao Lago Llanquihue olhando diretamente para o Vulcão Osorno, aproveitamos para fazer nossas refeições por lá mesmo pois temos a nossa disposição uma cozinha completamente equipada.  A proprietária das Cabañas del Pescador (www.delpescador.cl), Magaly, sugeriu que fizéssemos compras no mercadinho próximo e assim procedemos, economizando no jantar e no café da manhã.
Café da manhã comunitário

Cerro Santo Domingo
Após o café e acertadas as contas, saímos para conhecer algumas atrações da cidade, antes de seguir viagem. Assim, paramos os "possantes" mais perto do centro e percorremos a Av. Bernardo Philippi (Costaneira) observando e admirando a arquitetura estilo alemã presente nas construções locais. A presença de jardins floridos e de não haver cercas na maioria das casas chama a atenção e torna a cidade muito agradável e receptiva. Da mesma forma muitos habitantes falam alemão e assim pudemos fazer novas amizades.





Marcos em frente ao Muelle

Artesanato local
O Teatro del Lago (www.teatrodellago.cl) é um dos pontos turísticos imperdíveis por lá. Sua construção (2005) imponente às margens do Lago Llanquihue é fonte de inspiração para os músicos que lá se apresentam e possui uma área construída de 2000 m². Durante nosso passeio pudemos ver que a orquestra sinfônica local estava ensaiando. Há visitas guiadas ao meio dia, porém não estaríamos mais por lá nesse horário. Assim, além de visitarmos a loja que fica anexa ao teatro (com artigos maravilhosos!!!... e caros!!!!) aproveitamos para tirar fotos no seu redor.



Deck sobre o lago. Ao fundo, Igreja Luterana
Entre janeiro e fevereiro acontece anualmente o Festival de Verão, que atrai muitos turistas e artistas pela variedade artística apresentada.
Feitas umas compras com lembrancinhas do local, seguimos em direção a Puerto Varas, distante uns 30 km, pela Ruta 5, admirando as construções coloniais e a vida calma dos habitantes da região.
Infelizmente não conseguimos "curtir" Puerto Varas, pois havia uma corrida acontecendo na avenida principal por onde deveríamos passar para acessar o mirante da cidade, localizado no Parque Philippi, assim, seguimos pela Costaneira (Av. Vicente Pérez Rosales) até Puerto Chico e de lá, sempre pela Ruta Interlagos (225CH), até Ensenada, onde pegamos o acesso à direita para Petrohué, onde iríamos visitar Saltos del Petrohué (a 12 km de distância).




Saltos del Petrohué é um parque que possui infra estrutura onde há lojas de artesanato, lanchonete, banheiros e estacionamento. O ingresso por pessoa é de $2000 e o estacionamento custa $1000, porém não há controle rígido nem catraca onde se apresente o ingresso. Desta forma, a entrada e saída de turistas do local é meio confusa e o 'espertinho" que quiser entrar na cara de pau, passa.
O local possui trilhas que levam a mirantes onde se pode observar as quedas d'água cristalina provenientes do Lago Todos los Santos.




Imaginávamos lanchar em Petrohué, 7 km distante dali, às margens do Lago Todos los Santos e para lá seguimos, em estrada parcialmente asfaltada. Chegando lá, nos deparamos com muitos turistas e poucas opções de lanche. Dessa forma, após passearmos pelo local e visitarmos a praia de areia negra, voltamos até a lanchonete do Salto, onde cada um pediu uma empanada, que depois viria a ser lembrada por todos sem nenhuma saudade!!!


Pode-se alugar barco para fazer o passeio pelo lago e visitar a Isla Margarita


Lago Todos los Santos - Petrohué
Empanadas fatídicas!!!
Após o lanche fatídico, voltamos até a Ruta Interlagos e fomos até o Centro de Montaña Volcán Osorno, cuja subida sinuosa é de 13 km. Lá deixamos nossos carros e nos dividimos, visto que Luiz e Pedro (Abutres) e Lucas e Mirele (Quero Queros) subiram o Vulcão de cadeirinhas e o restante do grupo decidiu subir um pedaço a pé.

Volcán Osorno - ao lado, parte da Cafeteria


Início da subida a pé

Vista do Lago Llanquihue. Em primeiro plano, área da cafeteria


Quando chegamos ao primeiro estágio ( 1 tramo) as mulheres decidiram ficar por ali e passear pela região, enquanto Marcos, Alfredo e Douglas subiram até o gelo, encontrando os outros membros do Viagem Família lá em cima!
Edu, Nati e Cris curtindo a paisagem: ao fundo, Lago Llanquihue e Vulcão Calbuco.
Como nós, Edu, Nati, Cris e Mari (eu) ficamos no meio do caminho, descemos mais cedo e aproveitamos para tomar um delicioso chocolate quente com conhaque na cafeteria enquanto esperávamos o restante do grupo!!!

Chegando ao topo a pé!


Na descida, já no fim do dia, e não tendo mais nenhum turista fora nós, o Douglas, Alfredo, Marcos, Luiz, Pedro, Lucas e Mirele seguiram de cadeirinhas até o primeiro estágio, pois não foi solicitado o ticket, Mas no estágio seguinte o monitor os solicitou e então de lá, os três, que não tinham os tickets (rsrsrsrsrsr...) - Doug, Marcos e Alfredo - desceram correndo a ribanceira, chegando antes das telesillas!!! 
O grupo voltou a se encontrar por volta das 18h. Nesse horário a cafeteria já estava fechada e assim não pudemos tomar um chocolate quente com todos. Ainda assim, a diversão foi garantida e todos estavam satisfeitos e felizes com suas aventuras! Interessante lembrar que tanto o passeio com as cadeirinhas (telesillas) como o restaurante/cafeteria encerram suas atividades cedo (18h) apesar de ainda haver sol alto. Então fique esperto e faça sua programação mais cedo.
Retornamos à estrada e fomos passeando até Las Cascadas, balneário onde ainda havia pessoas retornando da praia e por uma ruta provincial que não é asfaltada ainda, "Cortamos caminho" até a cidade de Entre Lagos, onde iríamos dormir.
Chegando à cidade, sábado ao anoitecer, descobrimos que estava acontecendo a festa do carneiro e a cidade estava cheia! Assim, precisamos nos dividir em grupos e fomos procurar pouso. Os Garças conseguiram uma cabaña - El Faro para 4 por $ 45000 e os Quero Queros e Abutres foram até outro local, distante duas quadras, Cabaña Hospedagem Panorama, apelidada de Cabaña dos Flinstones, por ter móveis e ambiente rústicos, e que foi acertado em dólares.


Para jantar, todos nos reunimos e comemos deliciosamente no Restaurante y Cabañas "El Faro" que tem em menu variado e fica a poucos passos da Cabaña de mesmo nome. Aproveitamos, também, para fazer compras no mercado ao lado do restaurante onde havia vinhos e outras bebidas a preços interessantes!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Grato por visitar o ViagemFamilia. Críticas, elogios e quaisquer comentários são desejados, desde que feitos em terminologia ética e adequada.

SE FIZER QUESTIONAMENTOS POR FAVOR DEIXE ALGUMA FORMA DE CONTATO PARA POSSIBILITAR A RESPOSTA, COMO E-MAIL, POR EXEMPLO