______________________________________

.

.

.

quarta-feira, 1 de abril de 2015

Maipú a Buenos Aires

18 de janeiro de 2015
Chegando a Buenos Aires

     Após o desajuno, seguimos até Buenos Aires pela Ruta 2, pagando 4 pedágios: dois com custo de $35 e dois por $10!!! Foi o trecho mais caro de toda a viagem até aqui!
Havíamos pego informações em Maipú, com um cidadão que sempre vai à capital e se hospeda no Hotel Alfa (www.alfahotel.com.ar), no bairro Recoleta e para lá seguimos, via GPS. Tínhamos, também, a opção do Hotel Normandie (www.hotelnormandie.com.ar), onde os CLAM haviam se hospedado há alguns anos (ficaria em $900 para 4 pessoas, mais estacionamento). Por questões de ordem custo x benefício, ficamos no Alfa, por $1700 para 4 pessoas por 2 pernoites e mais $300 de estacionamento. Como ainda era relativamente cedo, seguimos a pé algumas quadras até o Cemitério da Recoleta, aproveitando o pouco movimento das ruas, pois era domingo!

Cementerio de la Recoleta


Inaugurado em 1822 por Bernardino Rivadavia, os monumentos e obras de arte que estão dentro do cemitério atraem turistas de todo o mundo. O pórtico foi feito por Juan A. Buschiazzo, em 1882. Muitas personalidades importantes da história da Argentina encontram aqui sua última morada, a citar: Maria Eva Duarte de Perón, Lavalle, Facundo Quiroga,... e muitos outros ex-presidentes. Entre os artistas renomados, podemos destacar José Fioravanti, Alfredo Bigatti, Pedro Zonza Briano,...


Moradores do cemitério: gatinhos por todos os lados! 


A opulência e luxo de alguns mausoléus contrasta com a simplicidade da morte... a grande quantidade de obras de arte: esculturas, vitrais e estilos arquitetônicos nos leva a um museu ao ar livre. Havia muitos turistas passeando por todos os corredores e as histórias de algumas personalidades são bastante interessantes.

Conta a história que a Liliana estava na Áustria, em lua-de-mel, quando morreu durante
uma avalanche e seu cachorro, Sabú, há 14 mil quilômetros de distância, morreu no mesmo dia na Argentina!
Seus pais a homenagearam com esta escultura, peça única em que aparece pessoa com cachorro!
No túmulo de Evita Perón havia dezenas de pessoas e tirar foto exclusiva é luxo!!! Rapidamente as pessoas iam se enfileirando para conseguir um clic!

Túmulo da Evita Peron
Ao lado do Cemitério fica a Iglesia de Nuestra Señora del Pilar, terminada em 1732, cujo estilo jesuítico com uma torre a sua esquerda guarda importantes peças, entre elas o altar recoberto de prata.



À esquerda, torre da Iglesia de N. Sra del Pilar. Ao centro Centro Cultural Recoleta e a feira de artesanato. 
No espaço/praça em frente à igreja, aos domingos, há um feira de artesanato e, como era domingo, aproveitamos para visitar e feira e fazer compras. Aceitam-se reais nas transações comerciais a um câmbio bem favorável, portanto, não se desespere se só tiver reais! A grande quantidade de brasileiros em Buenos Aires nos dá a impressão de que estamos em casa!!

Centro comercial próximo à igreja, uns 200m


Na Plaza Juan XXIII há exemplar de figueiras plantadas pelos padres recoletos em 1823 e cuja copa tem mais de 50m de diâmetro. Lugar lindo para se tirar fotos!


Retornamos para o hotel procurando no caminho algum restaurante em que pudéssemos matar nossa fome, que, nessa altura do campeonato, estava imensa! Há pouco menos de três quadras do hotel encontramos o La Farola de Santa Fé (lafaroladesantafe@gmail.com) onde "almojantamos" deliciosamente, por um bom custo benefício!


Voltamos para o hotel rapidamente, pois os casais Alfredo e Cris e Luiz e Edu ainda iriam assistir ao show no Señor Tango, a casa de tango mais famosa de Buenos Aires. Eles optaram por um pacote sem jantar, apenas com o show, estilo Broadway! Desta forma, pagaram módicos $ 600 por pessoa (aproximadamente R$ 150,00), pelo traslado hotel - casa de espetáculos - hotel e pelo show, que foi maravilhoso!
Se optar pelo show com jantar, aí o preço vai para P$ 1200 por cabeça! Prepare o bolso!





Amanhã tem mais Buenos Aires!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Grato por visitar o ViagemFamilia. Críticas, elogios e quaisquer comentários são desejados, desde que feitos em terminologia ética e adequada.

SE FIZER QUESTIONAMENTOS POR FAVOR DEIXE ALGUMA FORMA DE CONTATO PARA POSSIBILITAR A RESPOSTA, COMO E-MAIL, POR EXEMPLO